Untitled Document
Bom dia, 19 de out
Untitled Document
Untitled Document
  
EcoAgência > Notícia
   
Terça Ecológica

Sexta-feira, 23 de Julho de 2021

 
     

Os interesses que a proposta de urbanização da Fazenda do Arado ignora e omite

  

A decisão exige uma visão ampla e de longo prazo já que a especulação imobiliária e a urbanização avançam sobre a zona sul e os territórios indígenas em Porto Alegre

  


Por Eliege Fante - especial para a EcoAgência

O Núcleo de Ecojornalistas (NEJ-RS) convida para a Terça Ecológica, em 27 de julho às 19h, com transmissão pelo facebookda EcoAgência Solidária de Notícias Ambientais. Vamos abordar a urgente questão da Fazenda do Arado Velho, na Zona Sul de Porto Alegre, sob ameaça da especulação imobiliária. Os impactos sobre a biodiversidade, a comunidade indígena e os modos de vida da população local, ligados ao turismo sustentável e à agroecologia, por exemplo, não estão sendo considerados nem pela prefeitura, que deveria representar o interesse público, já que apoia o projeto de prédios de luxo do empreendedor, em vez de sanar a insuficiência e precariedade de habitações populares na capital gaúcha.

Quando nos referimos às cidades, raramente nos damos conta de que também possuem áreas naturais, ou seja, não urbanizadas, como: áreas rurais, protegidas e conservadas com uso sustentável. Porto Alegre é uma capital desenvolvida, mas por ainda constituir-se dessa complexidade, é que muitas comunidades usufruem de condições favoráveis para a saúde, água, ar e solo com qualidade. Esta é a zona sul da capital gaúcha onde há balneários, praias do Guaíba, onde as espécies da fauna e da flora dos biomas Mata Atlântica e Pampa se refugiam da urbanização, onde há agroecologia e produção de alimentos orgânicos, e muito mais.

Exatamente neste lugar que o desenvolvimento quer se implantar através de uma alteração no plano diretor municipal porto-alegrense. Entre as dezenas de projetos de empreendimentos da construção civil, está o projeto para a Fazenda do Arado Velho, que tem 426 hectares sujeitos às inundações devido proximidade do Guaíba. Sem a alteração urbanística, o empreendedor poderia construir 1323 lotes, mas a pretensão é construir 2349. Este projeto tem o apoio da administração municipal, que convocou uma audiência pública, remarcada pela quarta vez, para o próximo 12 de agosto às 19 horas. Está prevista a apresentação da proposta de alteração que pretende viabilizar o empreendimento.  

Para promover a compreensão sobre os interesses coletivos que vem sendo ignorados e obter informações referentes ao projeto privado, mas apoiado pela prefeitura, e ao território da Fazenda do Arado, convidamos: o Cacique Timóteo da Retomada Mbya Guarani da Ponta do Arado e Helio Whera da Comissão Guarani Yvy Rupa; Caroline Jacobi do Coletivo Ambiente Crítico; Emily Walsh e Michele Rihan do Movimento Preserva Belém Novo e o professor da UFRGS e membro do INGÁ, Paulo Brack.

 

Terça Ecológica

Quando: 27 jul. 2021

Hora: 19h

Link: https://www.facebook.com/ecoagenciadenoticias

 

Audiência pública para apresentação da proposta de alteração do regime urbanístico da Fazenda do Arado

Participar presencialmente na CEFAL (Av.  Des.  Mello Guimarães, 134, Bairro Belém): inscrições pelo e-mail smams@portoalegre.rs.gov.br

Participar virtualmente:  https://zoom.us/j/93310158538?pwd=cTljMXRabjkwMXJLWmVkY0JjQ0gydz09

ID da Reunião 933 1015 8538 

Senha de acesso 021130

Assistir a audiência pelo Youtube: https://www.youtube.com/watch?v=3UxvVNTLddk

Dúvidas, opiniões e sugestões: e-mail smams@portoalegre.rs.gov.br

 

Ler mais:

Petição que propõe a criação de uma unidade de conservação de uso público na Fazenda do Arado em Belém Novo

A preservação da Fazenda Arado Velho: um contato maior com a natureza, um bem para toda a população

“Para nós, a terra é um bem coletivo”: professor Bruno Ferreira Kaingang fala em evento do NEJ-RS

Loteamento ameaça área natural de Belém Novo, em Porto Alegre

 

 

EcoAgência

  
  
  
Untitled Document
Autorizada a reprodução, citando-se a fonte.
 
Mais Lidas
  
Untitled Document
 
 
 
  
  
  Untitled Document
 
 
Portal do Núcleo de Ecojornalistas do Rio Grande do Sul - Todos os Direitos reservados - 2008