Untitled Document
Bom dia, 01 de dez
Untitled Document
Untitled Document
  
EcoAgência > Notícia
   
VIII Congresso Brasileiro de Agroecologia

Terça-feira, 26 de Novembro de 2013

 
     

Mudanças nos padrões de produção agrícola passam pela educação e pelo diálogo de saberes

  

Afirmação é de especialistas que debateram nesta terça-feira no Congresso Brasileiro de Agroecologia

  

Anelise De Carli    


Por Débora Gallas - especial para a EcoAgência

Na mesa Desafios pedagógicos para educação popular, que ocorreu na manhã desta terça-feira (26) no Congresso Brasileiro de Agroecologia, em Porto Alegre, os participantes apresentaram experiências de democratização do conhecimento no campo da agroecologia.

A bióloga e assessora da ASPTA, Adriana Galvão, falou sobre o trabalho na Rede de Mulheres Agricultoras do Polo de Borborema, no agreste da Paraíba. O objetivo é possibilitar que as agricultoras troquem experiências entre si para que sejam as protagonistas de um projeto agroecológico. “Superar as desigualdades entre homens e mulheres é uma questão ética, afirmou Adriana. O trabalho de revalorização dos saberes e da inventividade das mulheres no Polo passa pela leitura compartilhada de suas realidades. A sistematização das experiências é feita por cordel, vídeo e peças de teatro, além do diálogo com o poder público e com a comunidade. Desde 2010, as agricultoras também realizam a Marcha pela Vida das Mulheres e pela Agroecologia, que, neste ano, reuniu 3 mil participantes.

Para a socióloga Graziete Santos, representante da casa da Mulher do nordeste, o feminismo é fundamental para que as mulheres analisem suas realidades de forma crítica e problematizem a sociedade de acordo com as relações de poder e dominação dos homens sobre as mulheres. A instituição, segundo Graziete, trabalha em duas frentes: em um programa voltado a mulheres da região semiárida de Pernambuco e outra iniciativa que atende às moradoras da região metropolitana do Recife. A socióloga afirmou que, nesse processo, é essencial refletir sobre os conceitos de empoderamento, que reconhece as mulheres como sujeitos capazes de transformar a realidade, e de alteridade, que ressalta as identidades e habilidades de cada sujeito.

Abdalaziz de Moura, coordenador do curso técnico de agroecologia SERTA, em Pernambuco, contou que a iniciativa visa a formar agentes de desenvolvimento local e, hoje, recebe alunos entre 17 e 65 anos de idade. Segundo Moura, o curso “transforma estudantes de objetos de ensino dos professores em sujeitos de aprendizagem”, responsáveis em relação à comunidade e capazes de analisar a totalidade dos ambientes que visitam. O professor destacou, ainda, a preocupação em valorizar os elementos de subjetividade dos estudantes e suas visões de mundo.

Em seguida, o especialista em desenvolvimento sustentável Jaime Morales Hernández, do Instituto Tecnológico y de estúdios Superiores de Occidente (Guadalajara, México), falou sobre as experiências de  educação popular em seu país. Para ele, o objetivo da atividade pedagógica deve ser a construção de sistemas mais sustentáveis e os processos de autonomia e de autogestão tecnológica das comunidades. Hernández defendeu a interdisciplinaridade e o diálogo de saberes como princípios essenciais ao projeto de educação popular. O México sofre, hoje, com a fome, a violência e o abandono do campo pelos jovens, ele frisou. Ao mesmo tempo, as políticas públicas são voltadas para o uso dos transgênicos e para a produção industrial. No entanto, as 100 famílias envolvidas no projeto agroecológico já veem resultados, como a recuperação da agrobiodiversidade, a soberania da alimentação familiar e o aumento da renda.

O Congresso Brasileiro de Agroecologia ocorre em Porto Alegre até quinta-feira, 28 de novembro.  Estão previstos diversos painéis, oficinas e atividades culturais.

EcoAgência

  
  
  
Untitled Document
Autorizada a reprodução, citando-se a fonte.
 
Mais Lidas
  
Untitled Document
 
 
 
  
  
  Untitled Document
 
 
Portal do Núcleo de Ecojornalistas do Rio Grande do Sul - Todos os Direitos reservados - 2008