Untitled Document
Bom dia, 19 de out
Untitled Document
Untitled Document
  
EcoAgência > Notícia
   
Retomadas indígenas

Sexta-feira, 17 de Setembro de 2021

 
     

Mbya Guarani retomam terra ancestral em Cachoeirinha (RS)

  

A área é conhecida na região como "Mato do Julio",  tem mais de 300 hectares de florestas, banhados e, segundo os Mbya Guarani, precisa ser protegida 

  

Vherá Mirim e Luís Palácios    


Por Cimi Sul-Equipe Porto Alegre

Hoje, 17 de setembro de 2021, um grupo de Mbya Guarani, ligados a família do Karai Alexandre Acosta, retomou uma área de terra considerada por eles como espaço ancestral e espiritual, no município de Cachoierinha, Rio Grande do Sul.

A área retomada é conhecida na região como "Mato do Julio",  tem mais de 300 hectares de florestas, banhados e, segundo os Mbya Guarani, ela precisa ser protegida diante do avanço da especulação econômica, especialmente imobiliária por estar localizada às margens da BR 290, na divisa com o centro da cidade.

Mais do que ocupação territorial, a retomada expressa uma ação guiada, segundo o Karai (líder espiritual), Alexandre Acosta, por Ñhanderu (Deus). As finalidades são: resguardar, proteger e manter os seres num ambiente de harmonia diante de tanta exploração e devastação.

Para os Mbya todos os seres são espirituais, precisam ser respeitados e cultivados numa relação integral das pessoas com o ambiente. As informações são da equipe de Porto Alegre do Cimi Sul.



 

Cimi Sul-Equipe Porto Alegre - EcoAgência

  
  
  
Untitled Document
Autorizada a reprodução, citando-se a fonte.
 
Mais Lidas
  
Untitled Document
 
 
 
  
  
  Untitled Document
 
 
Portal do Núcleo de Ecojornalistas do Rio Grande do Sul - Todos os Direitos reservados - 2008