Untitled Document
Bom dia, 01 de dez
Untitled Document
Untitled Document
  
EcoAgência > Notícia
   
Saúde

Quarta-feira, 31 de Julho de 2013

 
     

Após morte de crianças na Índia, FAO volta a pedir banimento de pesticidas

  

Agência da ONU disse que tragédia no estado de Bihar prova que químicos têm que ser retirados de países em desenvolvimento. Pesticida já fo banido da União Europeia, Austrália e Estados Unidos entre outros

  

Rádio ONU    
23 alunos morreram envenenados por merenda escolar que continha inseticida monocrotofós


Por Mônica Villela Grayley - Rádio ONU em Nova York

A Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, FAO, emitiu um comunicado pedindo o banimento de pesticidas altamente tóxicos.
 
Segundo a agência da ONU, os pesticidas deveriam ser retirados das prateleiras dos mercados de países em desenvolvimento. O apelo ocorre duas semanas após 23 crianças terem morrido envenenadas numa escola do estado de Bihar, na Índia.
 
Meio Ambiente
Os alunos consumiram comida contaminada com o inseticida monocrotofós, que pertence ao grupo de químicos organofosforados e é altamente tóxico, como confirmado ainda pela Organização Mundial da Saúde, OMS.
 
A FAO afirmou que as experiências nos países em desenvolvimento provam que a distribuição e o uso desses produtos nocivos representam um risco para a saúde humana e também o meio ambiente.
 
A agência lembrou ainda que a morte dos alunos indianos que o estoque e descarte seguro desses pesticidas são uma questão de medidas de redução de risco tão importante como ações de máscaras e roupas de proteção para usá-los.
 
Medidas de Proteção
A FAO admite que as medidas de segurança são difíceis de manter em muitos países. Para os especialistas da agência, o ciclo completo de distribuição e de descartagem dos pesticidas contém riscos consideráveis.
 
Além da OMS e da FAO, o Banco Mundial também já se pronunciou contra a venda de produtos altamente tóxicos para pequenos agricultores. O maior risco está na falta de conhecimento para manusear os pesticidas, além de medidas e proteção e estoque dos frascos.
 
Por isso, a FAO defende que os governos de países em desenvolvimento acelerem a retirada desses pesticidas do mercado. A agência da ONU lembra que existem alternativas não-químicas e menos tóxicas.
 
Governos
Além disso, é possível combater pragas de plantações com um programa mais sustentável e que utilize menos pesticidas.
 
Os países-membros da FAO adotaram um Código de Conduta Internacional sobre Gerenciamento de Pesticidas para todas as entidades públicas e privadas do setor agrícola.
 
No caso específico do monocrotofós, que matou as crianças na escola da Índia, vários governos decidiram proíbi-lo incluindo países latino-americanos, asiáticos e africanos. Além disso, o pesticida foi banido também da  China, da União Européia, da Austrália dos Estados Unidos.

  
  
  
Untitled Document
Autorizada a reprodução, citando-se a fonte.
 
Mais Lidas
  
Untitled Document
 
 
 
  
  
  Untitled Document
 
 
Portal do Núcleo de Ecojornalistas do Rio Grande do Sul - Todos os Direitos reservados - 2008