Untitled Document
Bom dia, 19 de out
Untitled Document
Untitled Document
  
EcoAgência > Notícia
   
Projeto Ambientalistas do Sul

Quarta-feira, 22 de Setembro de 2021

 
     

“O ativismo é o aluguel que eu pago por viver neste mundo”

  

Giem Guimarães, defensor das florestas de araucárias, conta sobre suas lutas no estado do Paraná

  

Giem Guimarães do Observatório de Justiça & Conservação


Por Eloisa Beling Loose - especial para a EcoAgência

A preocupação ambiental acompanha Giem Guimarães desde a infância. Estimulado pela família, o empresário e ambientalista sempre esteve junto às organizações de terceiro setor e, em 2016, participou da fundação do Observatório de Justiça & Conservação (OJC), uma organização sem fins lucrativos, apartidária e colaborativa, que trabalha pela legalidade, transparência e contra práticas de corrupção na área socioambiental. Para ele, ser ativista é uma obrigação, pois todos nós dependemos da natureza e precisamos resguardar o ambiente para as futuras gerações.

Na entrevista concedida ao Projeto “Ambientalistas do Sul”, Guimarães destaca que a exploração ambiental realizada na Região Sul é pouco difundida nas escolas. “Hoje temos menos de 1% do que existia de floresta de araucárias no Paraná”, apontando que elas foram dizimadas para produção de papel – nos anos 1940 e 1950 muitos jornais foram produzidos a partir dessas florestas. “Temos uma dívida com essa história. Precisamos cuidar do que sobrou”, afirma.

O empresário foi um dos responsáveis pelo desenvolvimento do Programa de Desmatamento Evitado do grupo Positivo, que mantêm a Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) Mata do Uru, na Lapa (PR), uma área de quase 130 hectares que abriga remanescentes da Floresta com Araucárias e Campos Naturais. Nessa unidade de conservação, do Instituto Positivo, são desenvolvidas uma série de atividades na área da educação.

Guimarães conviveu com a jornalista e ambientalista Teresa Urban, uma referência importante para sua trajetória. Hoje o OJC atua na área de comunicação, realizando campanhas de mobilização e produzindo conteúdos que promovam a conscientização da população. Outra frente de trabalho está na área jurídica, em razão da ampliação da corrupção e do aparelhamento político das instituições que deveriam ser de Estado, que favorecem a degradação ambiental.

No capítulo desta semana, Giem Guimarães relata o trabalho bem-sucedido realizado para barrar um projeto de lei que previa a redução da Área de Proteção Ambiental (APA) da Escarpa Devoniana e de outras campanhas realizadas pelo OJC. Também fala das interconexões entre meio ambiente e economia e de suas conexões com o cotidiano das pessoas, lembrando dos efeitos da atual crise hídrica. Confira na íntegra: https://youtu.be/u8jHpeNtgoM.

Esta série de entrevistas é uma iniciativa é da EcoAgência de Notícia Ambientais, com o apoio do Núcleo de Ecojornalistas do Rio Grande do Sul (NEJ-RS) e o Grupo de Pesquisa Jornalismo Ambiental (GPJA) da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Conheça outros ambientalistas da Região no Sul por meio da página da EcoAgência no YouTube. Inscreva-se no canal para receber as notificações dos próximos capítulos da série!

 

 


EcoAgência

  
  
  
Untitled Document
Autorizada a reprodução, citando-se a fonte.
 
Mais Lidas
  
Untitled Document
 
 
 
  
  
  Untitled Document
 
 
Portal do Núcleo de Ecojornalistas do Rio Grande do Sul - Todos os Direitos reservados - 2008