Untitled Document
Bom dia, 01 de dez
Untitled Document
Untitled Document
  
EcoAgência > Notícia
   
Copa 2014

Sexta-feira, 05 de Julho de 2013

 
     

Moradores da rua Anita denunciam Prefeitura de Porto Alegre ao Ministério Público

  

 A compensação ambiental determinada para a execução da obra da Copa 2014 não foi divulgada corretamente 

  

Agapan    
Cortes de 17 árvores foram executados ontem, dia 4, na rua Anita Garibaldi


Por Redação da EcoAgência com informações da Agapan

Os moradores da rua Anita Garibaldi, em Porto Alegre (RS) denunciaram hoje (05/07) ao Ministério Público Estadual que a Prefeitura de Porto Alegre executou a derrubada de 17 árvores para a obra da Copa 2014 sem cumprir o horário e as obrigações da compensação ambiental.
 
Conforme o divulgado pela Agapan, o promotor Alexandre Saltz disse que "sem esta definição dos locais onde será feito o plantio de compensação para as 198 árvores abatidas, a obra não poderá prosseguir". 
 
Os cortes das 17 árvores ocorreram às sete horas da manhã de 4 de julho na rua Anita Garibaldi, entre as ruas Alameda Raimundo Corrêa e Carlos Gomes (Terceira Perimetral).
 
A trincheira da Anita
Segundo a moradora da rua Anita Garibaldi, a publicitária Vanessa Melgare, “os números de árvores a serem derrubadas e o plantio compensatório não conferem com os números do relatório ambiental simplificado (RAS) ou o folder publicitário ou ainda a placa da Secretaria Municipal do Meio Ambiente (SMAM)”. Ela afirma que no RAS constam 110 árvores derrubadas, 24 transplantadas e 61 árvores sem qualquer intervenção, a indicação de plantio de 245 mudas, sendo 20% apenas no bairro. No folder publicitário consta o plantio de 258 árvores. Já na placa da SMAM, colocada na rua, consta que 198 árvores sofrerão intervenção e que haverá o plantio de 271 mudas.
 
Os moradores da rua Anita Garibaldi com o apoio da Associação Gaúcha de Proteção ao Ambiente Natural, a Agapan, e outras entidades e coletivos não querem a realização da obra porque além da derrubada de mais de uma centena de árvores, a mudança na paisagem e na rotina implica a desapropriação e a demolição de apartamentos ou parte deles. E, ainda, compromete a Praça Japão, ameaçada de cercamento por um anel de trânsito, “o que a tornaria inviável para o uso de crianças e idosos e afetaria seu status de praça modelo da cidade”, como disse Tania Faillace em artigo publicado pela EcoAgência
 
A obra “Passagem de Nível 3ª Perimetral (Dom Pedro II) X Av. Anita Garibaldi”, segundo consta no site “Transparência da Copa” da Prefeitura de Porto Alegre é uma das cinco obras previstas para melhorar o trânsito na Avenida III Perimetral e nas vias transversais. O total do investimento é de R$ 194,1 MILHÕES e, somente para a trincheira da Anita, o investimento é de R$ 11.130.125,08. A derrubada das árvores serve ao alargamento da via em mais dez metros. A trincheira-viaduto implica a escavação de uma profundidade de seis metros para que, no cruzamento com a avenida Carlos Gomes, a passagem para os veículos tenha 5m10cm de altura. 
 
 
Ver imagens da obra na rua Anita Garibaldi na página de rede social da Agapan 
 
 
EcoAgência

  
  
  
Untitled Document
Autorizada a reprodução, citando-se a fonte.
 
Mais Lidas
  
Untitled Document
 
 
 
  
  
  Untitled Document
 
 
Portal do Núcleo de Ecojornalistas do Rio Grande do Sul - Todos os Direitos reservados - 2008